Booger Network

Sobre a Rede

Booger Network é uma compilação de blogs dispostos em diversas categorias. Estamos em fase de expansão e em breve teremos mais blogs e diferentes categorias.

Anuncie

Integer erat orci, congue sed feugiat eu, pharetra in tellus. Nulla vel est et mi fermentum ullamcorper at a justo. Fusce scelerisque nisi vehicula mauris placerat quis accumsan dolor adipiscing. Donec tempus, nibh ut volutpat fermentum, mauris sem imperdiet ante, at dignissim magna tortor in dui. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Contato

Blogueiros

Praesent ac elit metus. Ut sed sem nec lorem fringilla molestie a vel risus. Phasellus a commodo felis. Praesent at libero velit.

Leitores

Donec facilisis, sapien ut elementum faucibus, justo urna dignissim sapien, vel elementum lorem est euismod nisi.

Anunciantes

Fusce vitae nunc mi, quis faucibus orci. Nam id lorem justo. In arcu lectus, commodo eget pharetra sed, rutrum quis sapien.

Me senti um lixo, mas hoje sou feliz, amada e valorizada

danceTenho 23 anos e me casei com 16 mesmo sem querer casar. Eu era uma menina muito jovem e bonita que estava começando a conhecer a vida e acabei vivendo um pesadelo. Quando conheci o meu ex-marido achava ele muito bonito e carinhoso. Nos apaixonamos e logo no início percebi alguns pontos negativos nele que poderiam ser grandes problemas no futuro. Como toda menina apaixonada não me importei com aquilo e depois de 5 meses de namoro (4 meses de casada) engravidei.

Quando a minha filha estava com 1 aninho resolvemos trabalhar por conta própria. No começo foi uma luta e, às vezes, chorávamos pela dificuldade que estávamos passando por conta do investimento que não tinha retorno. Mesmo com estas dificuldades, ele arrumou tempo e conheceu uma menina muito mais nova do que eu e se apaixonou. Disse que queria se separar pra ficar com ela. A chamava de “princesa” e queria casar com ela. Me senti um lixo porque sempre estive ao lado dele pra tudo. Fosse trabalhando ou lutando juntos e de repente essa bomba cai no meu colo?

Meu mundo desabou! Fui forte e não baixei a cabeça. Deixei ele ir (depois de ter tentado segurá-lo em casa por quase um mês). Mal se passaram uma semana e ele voltou correndo. Disse que iria se matar se eu não o aceitasse de volta. No começo queria castigá-lo, mas logo perdoei e o aceitei.

Dois anos se passaram e tudo aquilo que eu havia percebido no começo do namoro começou a me incomodar muito. Não aguentava mais o jeito ignorante, arrogante, sem caráter e sem consideração! No início aoceitava porque estava muito apaixonada.  O que não me dei conta é que com o passar do tempo as coisas estavam piorando para pior. Minha paciência foi diminuindo e não teve jeito, não dava para relevar porque não estava mais apaixonada como antes.

Aconteceu que nosso comércio começou a dar certo e tudo pelo que lutamos começou a ter êxito. Estava  tudo indo muito bem e ao invés de ficarmos bem ele passou a me desvalorizar mais ainda. Cada dia mais ignorante e arrogante. Começou então uma sequências de absurdos: fui traída e perdoei, fui agredida fisicamente e perdoei, passei humilhações e perdoei. Sempre perdoava por medo de viver sozinha e medo de passar necessidade.

Só que tem uma hora que cansa. E eu perdi todos esses medos quando fui chamada de “peso”. Não nasci para ser peso de ninguém: Deus me deu braços, pernas, saúde e beleza e disso eu não tenho dúvidas. Depois de oito anos de casamento tomei uma atitude e me separei. Não fiquei sofrendo pela perda de um amor e resolvi ir  logo arrumar um novo namorado. Levei sorte. Gosto do seu jeito e caráter. Ele é uma pessoa muito especial e o principal: nunca mais fui mais humilhada. Hoje estou muito feliz, me sentindo viva de novo e cheia de planos. Sou amada e valorizada.

Já o bobão lá ficou com o comércio, mas é melhor nem comentar a situação que se encontra. Muito menos na vida pessoal! Mandei esse texto para o Malvadas para mostrar que a força para conquistar a felicidade não está no homem, mas sim em cada uma de nós. Temos capacidade para recomeçar e dar a volta por cima! Já os que tentam nos destruir, podem até conseguir alguns dos seus objetivos, mas tenham certeza que eles não irão longe.

Beijos!

Uma leitora.

———–
Texto enviado por uma leitora com a ideia de ajudar as outras, como o Eu era humilhada pelo meu ex, mas dei a volta por cima. Fico feliz que vocês estejam compartilhando suas histórias conosco, obrigada! Um beijo meu,
Gabe. (gabe@malvadas.org)

5 Comentários

  1. Rumahdijual disse:

    muito comovente história e graças untok carregar neste blog

  2. Juliane disse:

    Gostei da sua história… ele serviu de incentivo p/ mim!!!

  3. lorduakiti disse:

    ótimo exemplo de superação e luta … o que você fez está mais do que certo

  4. marcelo disse:

    poxa!!!
    fiquei surpreso pela sua capacidade..
    Aconteceu quase o mesmo comigo…
    faz pouco tempo que eu passei por uma decepção toh tentando me levantar..