Booger Network

Sobre a Rede

Booger Network é uma compilação de blogs dispostos em diversas categorias. Estamos em fase de expansão e em breve teremos mais blogs e diferentes categorias.

Anuncie

Integer erat orci, congue sed feugiat eu, pharetra in tellus. Nulla vel est et mi fermentum ullamcorper at a justo. Fusce scelerisque nisi vehicula mauris placerat quis accumsan dolor adipiscing. Donec tempus, nibh ut volutpat fermentum, mauris sem imperdiet ante, at dignissim magna tortor in dui. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Contato

Blogueiros

Praesent ac elit metus. Ut sed sem nec lorem fringilla molestie a vel risus. Phasellus a commodo felis. Praesent at libero velit.

Leitores

Donec facilisis, sapien ut elementum faucibus, justo urna dignissim sapien, vel elementum lorem est euismod nisi.

Anunciantes

Fusce vitae nunc mi, quis faucibus orci. Nam id lorem justo. In arcu lectus, commodo eget pharetra sed, rutrum quis sapien.

Eu sou humilde e ela quer luxo

por em 20/12/2012 às 8:48

Papo com o leitor, Relacionamentos, Relatos

“Olá Gabe, tudo bem? Conheci o Malvadas.org por meio de uma amiga, numa conversa de bar. De primeiro ponto, não imaginaria que me submeteria a contar um problema pessoal, para ser exposto na internet. Mas logo vi, que essa é uma forma de termos várias opiniões e ângulos diferentes sobre um mesmo assunto, assim sendo, podendo resultar numa solução.

Me chamo Wilson, tenho 25 anos e namoro há mais de 10, quase 11 anos. Conheço minha namorada desde o ensino fundamental… Enfim, temos uma relação quase perfeita. Diria que somos almas-gêmeas. Bom, para ir ao meu problema no relacionamento, preciso contar um pouco de minha história. Meu pai é um exemplo de pessoa, super-inteligente, fiel, leal, calmo, enfim, todas qualidades que fazem dele até um chato. E é um concursado federal. Minha mãe é uma batalhadora, professora, enfermeira, se dedica extremamente a ajudar as outras pessoas, mesmo ela não precisando de um salário, já que meu pai sempre sustentou a família muito bem sem problemas. Eles são casados a mais de 30 anos.

Tive uma infância toda vivida num bairro pobre, onde toda minha família foi criada ( tios, primos, avós, etc ). Não por necessidade, mas por aprendizado. Meu pai e minha mãe sempre prezaram uma educação com a vida. E assim também aconteceu com meus irmãos. Tínhamos condição de ter uma casa melhor, de termos mais um carro, mas a simplicidade é algo que sempre apeteceu minha família. E isso é uma riqueza para mim, algo que nunca quero deixar para trás, não há valor nesses ensinamentos que recebi. Convivi com a pobreza de perto, vi pessoas em condições péssimas, dormi sob um teto que não sabia se ia aguentar a forte chuva. Não sou apegado ao luxo, em nossa casa não usávamos chuveiro elétrico, não usávamos ventilador e era comum dormirmos no chão. Raramente eu usava ônibus para ir a escola, caminhava de 6 a 7 km por dia para chegar a escola. E não, não estou reclamando, gostava muito dessa época. Era feliz.

Minha namorada por outro lado, é acostumada ao luxo. A mãe dela é médica, e o pai é empresário e ela mora na parte “rica” da cidade. Ela tem 24 anos (está perto de se formar) e já tem todo um futuro profissional traçado. Ela almeja um salário astronômico, almeja ter tudo aquilo que eu nunca fiz questão de ter. E nesse ponto nós discutimos muito. Ela não aceita que eu (formado em Terapia Ocupacional) tenha um salário razoável e viva em função de ajudar outras pessoas. Na visão egoísta dela, não estamos no planeta para servir, ela só quer se estabelecer no mercado profissional, e ser reconhecida por isso. Somos opostos nesse assunto, e isso tem deixado nossos dias confusos. Os pais delas a pressionam para terminar a faculdade e começar sua vida adulta de vez, morar sozinha, trabalhar em tempo integral…

Bom, em uma discussão sobre esse assunto, não sei se ela falou da boca pra fora, ela disse que não se via casada com uma pessoa “fracassada”. Será que é fracasso abrir mão de um salário que nem sei como gastá-lo todo ? Será que é fracasso sentir-se feliz ajudando os outros, abrindo mão de coisas tão triviais, como um banho quente ou um ar-condicionado ?

No momento eu fingi que não a ouvi. Deixei a poeira a baixar, e conversamos novamente. Eu ainda moro no mesmo lugar, rodeado de pessoas que não largaria por nada. Meus pais ainda se dedicam a uma vida simples (mesmo sem precisar sustentar ninguém), agora eles ajudam a comunidade e o restante da família. Minha namorada odeia o lugar de onde sou, vi ela reclamar diversas vezes, quando dizia sobre as pessoas de lá, dizendo ser uma roça, e outras coisas do tipo. Nunca vi isso como ofensa, adoro o campo e coisas naturais. Mas acontece que eu negligenciei essa atitude dela e nada irá mudá-la em sua forma de pensar.

Recentemente estamos em um ultimato. Ela está em seu último período na faculdade, os pais delas compraram-lhe um apartamento. Eu não me vejo saindo de onde eu moro, não me vejo mudando de profissão, ou cobrando valores absurdos, apenas para dá-la um padrão social. E ela por outro lado já disse que não irá morar comigo naquela “roça”, e nem pretende ter uma vida mediana. O restante do relacionamento é perfeito. Ela é amável, carinhosa, atenciosa. Nos damos muito bem, e nesses 10 anos, nunca nos separamos. Essa parece ser a primeira grande discussão que pode resultar em algo negativo.

Sou maleável e ela sempre pôde contar comigo. Abri mão mais uma vez, me ofereci para morar com ela (no apartamento) sendo que não misturasse nossas vidas profissionais. Ela ficou toda feliz e decidimos fazer uma adaptação. Moraríamos juntos durante este último período em sua faculdade e veríamos o resultado. O resultado para ela está ótimo. O apartamento é lindo (eu nunca teria condições de ter um), ela tem um carro novo e todo aquele luxo que quer. Para mim, não pareço ser mais o mesmo. Entrando num prédio onde um porteiro me chama de “senhor”, onde o pessoal da limpeza abaixa a cabeça quando eu passo por um lugar. Onde existem dois elevadores e um destes só podem ser usados por moradores outro só para empregados. Que mundo distorcido é este minha gente ?

Sinceramente, estou deprimido, triste e acabado. Minha namorada já percebeu, vem me fazendo perguntas e não quero desapontá-la. Ainda falta mais de um mês (as faculdades estavam em greve e a formatura dela foi adiada) para avaliarmos a situação. Tinha prometido a ela que ficaria os 6 meses no apartamento. Ela já me disse que não se mudará e eu tenho certeza que não vou morar lá. Ela diz quase todo dia que está adorando a experiência de morarmos juntos.

Então, há alguma forma de resolver essa situação? Ou o fim do relacionamento é evidente ? Será que o “amor” pode superar tudo ?

Bom, disse a ela que podemos tentar morar em casas separadas até ela se firmar profissionalmente. Mas ela insiste que não há motivos para morarmos separados, sendo que temos uma vida já construída. O que não deixa de ser verdade.

Definitivamente meu salário não dará a vida que ela quer. Mas eu amo ela demais e. às vezes, penso em atingir outro nível profissional. Só que sei que isso não vai me realizar e mudar minha ética pelo amor de minha vida é algo a se pensar.

Então cheguei ao final da conclusão: vale a pena desistir dessa vida simples que tenho pela mulher que amo? Vale a pena se render ao sistema para ser feliz no “futuro casamento” e infeliz pessoalmente?

É isso, um grande abraço Gabe, gostaria da sua opinião.”

Querido, da mesma forma que você teve a sua criação ela teve a dela e é nessas diferenças que vocês entram em conflito. Se você estiver ajudando pessoas você está feliz, já ela precisa e quer mais para si. Caso isso seja algo que você não suporta, infelizmente vocês não conseguirão continuar juntos, pois faz parte dela e não é egoísmo almejar e trabalhar para conseguir o que sonhamos, apenas é diferente do que VOCÊ quer.

Concordo que não devemos ir atrás de empregos e salários que não nos satisfazem, então da mesma forma que você deve respeitar as escolhas dela, ela tem que respeitar as suas. Não penso que você deva mudar as suas escolhas para que ela se sinta satisfeita com o namorado, você não tem a obrigação de fazê-la feliz através do SEU emprego, da SUA carreira. Ao meu ver isso não entra na vida comum do casal.

Acredito que, caso vocês consigam trabalhar esta parte de querer forçar o outro no próprio mundo, vocês podem dar certo sim. Você pode voltar a morar com ela e simplesmente não ser a pessoa que é chamada de “senhor”, você pode ser aquele que conhece as pessoas que trabalham no prédio, que ajuda elas, é questão de escolha. Da mesma forma que vocês podem vender esse apartamento e encontrar um lugar que acomode ambos desejos.

É importante que vocês se moldem para que consigam encaixar um no outro, mas não se deformem achando que isso vai ajudar no encaixe.

Um beijo meu,

Gabe
gabe@malvadas.org

27 Comentários

  1. Igor Martins disse:

    Amigo, não seja tolo, já passei pelo mesmo problema que você, eu vivia uma vida simples e ajudava muito minha comunidade, certa vez encontrei uma mulher maravilhosa, mas ela tinha uma vida de luxo, mimos e todas essas frescuras irrelevantes, vi que tinha que elevar o meu padrão por conta propria para ficar ao lado dela que era perfeira para mim, e com isso agreguei valor ao ajudar minha comunidade, hoje tenho um status na sociedade melhor e consigo ajudar as pessaso de uma forma muito melhor e positiva, eu findei unindo o util ao agradavel… estamos juntos a 6 anos já… e o que importa e que por dentro eu sou a mesma pessoa, trato qualquer pessoa independente da classe e status social da mesma forma e tenho a amzinadade de todos e sou considerado por todos como uma pessoa humilde e amigavel… não deixe seu amor por isso, use isso para ser alguem melhor e ajuda as pessoas que tanto gosta…

    1. Patty disse:

      Não tem oq tirar nem por.. exatamente isso..

    2. Fernanda disse:

      Concordo plenamente, ser rico não quer dizer que vc vai se tornar uma pessoa diferente, meus pais são de famílias pobres e conseguiram ser bem sucedidos financeiramente, nem por isso deixaram de ser humilde e de ajudar o próximo.Pelo contrário, minha mãe que ajudava costurando roupa na igreja, hoje alem de ajudar na costura das roupas ela doa tecidos,cestas básicas, brinquedos, e poe os carros a disposição para ajudar a distribuir. Vejo a felicidade dela de poder ajudar mais.

      Veja o zeca pagodinho, é de família humilde, ficou rico e esta em xerém ajudando as pessoas que perderam tudo,O dinheiro e o luxo não o tornaram uma pessoa sem coração.

      E se vc gosta de tomar banho frio é só desligar o chuveiro kkkkkk.

      Não deu pra deixar essa passar.

  2. Daniel disse:

    So eu achei q voce esta sendo cabeça fechada demais?…..se ele quer algo melhor pra ele, ela tambem quer isso pra vc, se vc acha q isso eh errado, acho q vc deve reconsiderar o seu amor por vc e por ela…..acredito q ao invez de tentar reduzir a sua namorada o mais certo a se fazer eh tentar evoluir, como pessoa , como cidadão e ateh mesmo como profissional…..que no fundo eh algo q ela tb deve querer pra vc

  3. Liliana disse:

    Nossa que história! é uma dúvida muito cruel e realmente senti que você está vivendo mais no mundo dela do que no seu, continue a pensar se vale a pena deixar seu mundo para se inserir no dela pois essas diferenças são bastante relevantes e é o seu jeito de viver.

    1. Larissa disse:

      ISSO!!
      Eu pensei aqui: se ele resolve buscar um salario melhor, mesmo ele mesmo sendo contra, e 2 ou 3 anos depois ela resoolve deixá lo, ele vai se sentir infeliz por ter feito algo que não queria. Vai sentir q jogou alguns anos no lixo. COncordo com o primeiro comentario, mas tambem penso que ela tb deve abrir mao de certas coisas por vc. Se é que ela te ama.

  4. Nina disse:

    O melhor caminho, n é nem o esquerdo, nem o direito… e sim o do meio.

    Arrumem um meio termo, vc n pode obrigar ela a viver da forma q é agradavel p/ vc, e vice versa.

    Só toma cuidado, pq por mais bacana, n confundir nunca simplicidade com COMODIDADE.

    Ar condicionado até passa, mas banho frio… só no verão em dias de muuuuuiiiiiiito calor. Isso é pra matar né, exagero ao extremo… fala sério…

    1. Lo. disse:

      Pois é, não sei se isso é da criação dele ou se ele que é assim mesmo, mas achar que banho quente é uma coisa trivial já é demais. Sei lá, uma coisa é você ser humilde, mas ele parece ser totalmente 8 ou 80

  5. Bruna disse:

    A simplicidade e humildade esta no coração e nas atitudes. Usufruir dos benefícios e confortos que o dinheiro pode comprar não torna você melhor ou pior que ninguem. Pegue como exemplo a princesa Diane, Oprah Winfrey, são todas as pessoas que ajudam os outros e nem por isso se privam dos beneficios da vida. Se o porteiro te chama de senhor e o pessoal da limpeza abaixa a cabeça é porque VOCÊ permite que seja assim com você . O lugar onde você mora não o torna melhor nem pior que ninguem.

    1. Larissa disse:

      Falou tudo!
      Não é regra ser tratado com mimos quando vc não quer isso. Pra isso existe boca. Fale que não quer ser tratado assim e ponto.

  6. Bem independente de onde vcs estejam fazer o bem para as pessoas é fundamental.Mas já passou na sua cabeça que ela tbm pode mudar de idéia?Quando estamos morando junto existe esse tipo de conflito mas a partir do momento que vc fazer o bem,ela vai se sensibilizar e vai querer ir onde vc ta,ai vc pode explorar esse assunto!
    Mas a partir do momento que vc nao se sente bem com esse luxo,vc deve cair fora pois ficar com uma pena,ou ficar num relacionamento com uma porque ta “acostumado”sai fora pois te falo por experiencia propria que nao vale a pena!Outra coisa vc tbm tem que analizar se ela mais tarde nao vai ficar jogando na sua cara q vc tem que ser igual a ela,possuir os mesmos gostos e a mesma vontade!E volto a dizer se vc esta disposto a ceder va em frente!!
    Espero ter te ajudado.
    Um grande abraço

  7. T.A.D. disse:

    Cara… Eu vivi uma dúvida dessas antes do meu relacionamento atual começar. A minha esposa sempre viveu em bairro mais pobre que o meu e eu vim crescendo com o passar dos anos… Consegui emprego bom, salários bons, apto, carro zero… Enfim, consegui minha vida. Ela que apto melhor, carro melhor… Somos opostos.

    As diferenças devem existir e ficar com uma pessoa IGUAL à você é um saco. Minha opinião? MULHER QUER SE SENTIR SEGURA. Dê segurança a ela. Não a deixe decidir tudo, senão você leva um pé na bunda fácil no primeiro dia em que alguém der um tapa bem dado na cara dela e ela gamar. Fique com ela, mas ou você equilibra as decisões do casal ou ela enjoa de você. #FatoCrueldaVida.

  8. Tiago disse:

    E mais uma vez o problema é sempre dinheiro.

    1. Juli disse:

      É, só que ela não ta pedindo dinheiro pra ele. Ela tem o dela, e ta estudando pra crescer na vida, pra continuar com as próprias pernas, e ele acha que isso é feinho. Acha que pra ela ser uma boa pessoa, ela tem que fingir não ter dinheiro e andar por ai com uma havaiana presa com prego

      1. Kazama disse:

        Pera lá, Juli. Entendo que você “se doeu.” Mas independente de você mudar a “forma”, continua sendo dinheiro o problema.

        Em momento algum ele quer que ela finja não ter dinheiro, o problema maior é que um quer trazer o outro para o próprio mundo. Já vivi coisas parecidas, mas que o problema não era dinheiro e é difícil você aceitar que a pessoa não vai seguir uma mesma coisa que você.

        No caso deles, ela não quer um padrão humilde e ele não se sente bem com um padrão elevado. Só isso. Eu daria a sugestão de casas separadas, mas que de tempo em tempo cada um passa um tempo na casa do outro, assim os dois partilham dos “dois mundos.” Mas como ela me parece menos flexível do que ele, acho difícil.

  9. Darc disse:

    Ó duvida cruel. “Eu gosto de ajudar minha comunidade e dinheiro não me faz falta”… já parou pra pensar que ganhando mais dinheiro você poderá ajudar mais pessoas? Se a questão fosse ser sustendo pela mulher, até que eu daria razão, mas sinceramente, é muita frescura pensar em terminar um relacionamento de 10 anos apenas pq a namorada quer levar uma vida melhor. Entenda uma coisa pequeno padawan, NENHUMA mulher quer passar o resto da vida ao lado de alguém que se contenta em tomar banho frio no inverno e passar calor no verão por considerar chuveiro elétrico e ar-condicionado luxos desnecessários, e não, não estou dizendo que elas são interesseiras, até pq está bem claro que ela é uma pessoa independente. O que eu acho é que você está acomodado com uma situação que pelo visto é hereditário, (eu como pai nunca deixaria de dar o melhor para o meu filho tendo condições para isso, humildade não é e nunca foi sinônimo de pobreza). Agora se você acha que dinheiro, carro e uma bela casa são apenas “status” desnecessários, sugiro que siga o seu caminho com uma mulher que pense da mesma forma, (pode demorar um pouco mas você encontrará).

    1. Paola disse:

      Concordo contigo. Assumir que pra ter humildade é necessário sofrer, é coisa de gente de mente fechada.
      Aliás, uma vez eu vi a Ana de Cesaro dizer que se a pessoa grita pros 4 cantos que é humilde, ela não é tão humilde assim. E talvez ele não seja, pq apesar de por alguma razão desconhecida dele e da familia dele ele tomar banho frio e viver sem luxo, ele aparentemente se julga uma pessoa melhor do que quem tem dinheiro só pelo fato de a pessoa ter dinheiro.
      Sei que com certeza alguém vai detestar o que eu disse, mas me parece que ele mais aprendeu a ser pobre do que a ser de fato humilde

  10. erik disse:

    po, fica com ela, se realmente a amar, faz tua vida, faz tua grana, fica bem rico, e ai abre uma instituição ou seja lá o que for preciso para ajudar as pessoas que tanto ama onde vc foi criado.

  11. Greg the Bat disse:

    Já pensou em pregar o pé na bunda dela e arrumar uma outra guria?O amor não supera tudo,isto é coisa de sonhadores e inocentes.Acho este papo de grana vazio e status social não é nada!Ter estabilidade é bom,e ter um pouco do “mal necessário” guardado nunca será ruim…mas não é e nunca vai ser o mais importante.Tem muita gente endinheirada infeliz por ae,e casar com alguem que é tão diferente de vc é o caminho para um inferno pessoal.O amor só é bom quando nos faz bem meu jovem,pense nisto.Deitar a cabeça no travesseiro com a cebeça leve,o sentimento de missão cumprida e a certeza de estar bem consigo mesmo alem de não ter preço não é algo que uma outra pessoa pode lhe proporcionar.Vc tem uma historia de batalha,seus pais são batalhadores e se sua namorada o amasse de verdade ela respeitaria isto e o aceitaria como é.Passei por isto e te digo com toda certeza;de-lhe um pé pq uma melhor virá…sempre vem ;)

    1. Lo. disse:

      “e sua namorada o amasse de verdade ela respeitaria isto e o aceitaria como é.”
      Bom, ele também não aceita muito ela como é.
      Então na sua visão ninguém se ama ou só ela não ama ele pq ela é que tem que aceitar?

  12. will disse:

    butijao de gas butijao de gas quantas saudades vc me tra

  13. Paola disse:

    Acho que se um não ta satisfeito com o outro, é melhor que isso acabe.
    1- Ele aparentemente acha que é uma pessoa melhor que ela só pq ele não tem luxo nenhum e ela tem e pretende se manter assim.
    2- Ela quer que ele tenha vontade de subir na vida, mas ele não quer
    3- O cara quer que ela compreenda que ele é assim pq foi criado assim e gosta disso e pq devido a essa criação esses são os valores dele. Mas ele não é capaz de entender que o inverso é válido e que ela também teve uma criação.

    Eu diria que seria válido os dois tentarem por um tempo, mas eles ja tentaram, estão morando juntos e a coisa deu tão certo que ele veio aqui todo sofredor relatar o problema. Ela não pode obrigar ele a querer ter uma vida pelo menos um pouco mais luxuosa, mas ele também não pode exigir que ela largue tudo pra ir tomar banho frio. Se a coisa ta incompatível e eles já perceberam que levar a coisa a um nível de casamento vai ser um inferno na terra cheio de mimimis pros dois lados, é melhor que cada um vá viver sua vida e encontre pessoas compatíveis com eles, não iguais, mas compativeis.

  14. Erick disse:

    Se vocês se amam e por que a diferença entre vocês não faz a diferença, isso quer dizer que o problema está apenas no modo de vida, o melhor seria cada um procurar conhecer mais sobre o mundo do outro, vocês estão apenas julgando opiniões. Seria idiotice terminar um relacionamento tão bom por um motivo desses.

  15. Leonardo disse:

    Não vai dar certo deste jeito, ele vai ter que pedir um tempo e ficarem separados por pelo menos 3 meses, para depois conversarem e alinharem seus pontos de vista…..

  16. João paulo disse:

    passo por uma situação semelhante, o problemas são os ideais da outra pessoa… ela se julga melhor que os outros… se isso mudar fica tudo bem… o problema não é ser bem sucedido e sim deixar de ser humilde no meu caso ela não gosta dos meus amigos,,, das pessoas as quais eu convivo.. isso é que deixa a relação abalada… fora a arrogancia da outra parte um futuro promissor seria otimo… mas nada é perfeito