Booger Network

Sobre a Rede

Booger Network é uma compilação de blogs dispostos em diversas categorias. Estamos em fase de expansão e em breve teremos mais blogs e diferentes categorias.

Anuncie

Integer erat orci, congue sed feugiat eu, pharetra in tellus. Nulla vel est et mi fermentum ullamcorper at a justo. Fusce scelerisque nisi vehicula mauris placerat quis accumsan dolor adipiscing. Donec tempus, nibh ut volutpat fermentum, mauris sem imperdiet ante, at dignissim magna tortor in dui. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Contato

Blogueiros

Praesent ac elit metus. Ut sed sem nec lorem fringilla molestie a vel risus. Phasellus a commodo felis. Praesent at libero velit.

Leitores

Donec facilisis, sapien ut elementum faucibus, justo urna dignissim sapien, vel elementum lorem est euismod nisi.

Anunciantes

Fusce vitae nunc mi, quis faucibus orci. Nam id lorem justo. In arcu lectus, commodo eget pharetra sed, rutrum quis sapien.

Arquivo | dezembro de 2012

Trepation Songs

por em 22/12/2012 às 8:08

Essa é mais uma dica de um amigo! ;*

Eu sou humilde e ela quer luxo

por em 20/12/2012 às 8:48

“Olá Gabe, tudo bem? Conheci o Malvadas.org por meio de uma amiga, numa conversa de bar. De primeiro ponto, não imaginaria que me submeteria a contar um problema pessoal, para ser exposto na internet. Mas logo vi, que essa é uma forma de termos várias opiniões e ângulos diferentes sobre um mesmo assunto, assim sendo, podendo resultar numa solução.

Me chamo Wilson, tenho 25 anos e namoro há mais de 10, quase 11 anos. Conheço minha namorada desde o ensino fundamental… Enfim, temos uma relação quase perfeita. Diria que somos almas-gêmeas. Bom, para ir ao meu problema no relacionamento, preciso contar um pouco de minha história. Meu pai é um exemplo de pessoa, super-inteligente, fiel, leal, calmo, enfim, todas qualidades que fazem dele até um chato. E é um concursado federal. Minha mãe é uma batalhadora, professora, enfermeira, se dedica extremamente a ajudar as outras pessoas, mesmo ela não precisando de um salário, já que meu pai sempre sustentou a família muito bem sem problemas. Eles são casados a mais de 30 anos.

Tive uma infância toda vivida num bairro pobre, onde toda minha família foi criada ( tios, primos, avós, etc ). Não por necessidade, mas por aprendizado. Meu pai e minha mãe sempre prezaram uma educação com a vida. E assim também aconteceu com meus irmãos. Tínhamos condição de ter uma casa melhor, de termos mais um carro, mas a simplicidade é algo que sempre apeteceu minha família. E isso é uma riqueza para mim, algo que nunca quero deixar para trás, não há valor nesses ensinamentos que recebi. Convivi com a pobreza de perto, vi pessoas em condições péssimas, dormi sob um teto que não sabia se ia aguentar a forte chuva. Não sou apegado ao luxo, em nossa casa não usávamos chuveiro elétrico, não usávamos ventilador e era comum dormirmos no chão. Raramente eu usava ônibus para ir a escola, caminhava de 6 a 7 km por dia para chegar a escola. E não, não estou reclamando, gostava muito dessa época. Era feliz.

Continue lendo →

E se Da Vinci pintasse a Monalisa hoje?

por em 19/12/2012 às 22:02

A arte feminina em fazer biquinhos para as fotos!

Mulheres não se cobrem tanto...

por em 19/12/2012 às 17:14

Quantas mentiras nos contaram. Foram tantas que a gente bem cedo começa acreditar e, ainda por cima, se achar culpada por ser burra, incompetente e sem condições de fazer da vida uma sucessão de vitórias e felicidades.

Uma das mentiras é que nós, mulheres, podemos conciliar perfeitamente as funções de mãe, esposa, companheira e amante. Além disso, ter uma carreira profissional brilhante.

É muito simples: não podemos. Não podemos porque nos dedicamos de corpo e alma ao filho recém-nascido que na hora certa de mamar, dorme e que à noite, quando devia estar dormindo, chora com fome. Não podemos porque é difícil estar bem sexy quando o marido chega para cumprirmos um dos papéis considerados obrigatórios na trajetória de uma mulher moderna: a de amante.

Aliás, nem a de companheira.  Quem consegue trocar uma ideia sobre a poluição da Baía de Guanabara, se saiu do trabalho e passou no supermercado rapidinho para comprar uma massa e um molho já pronto para resolver o jantar, e ainda por cima está deprimida porque não teve tempo de fazer uma escova?

Continue lendo →

Trepation Songs

por em 14/12/2012 às 18:40

Mulher só se fode!

por em 11/12/2012 às 16:21

Gostamos de desafios.

Parabéns Papai!

por em 11/12/2012 às 16:09

Compartilhamos sua felicidade! <3

Tudo sempre igual

por em 10/12/2012 às 15:01

Por que você continua aqui, do mesmo jeito, andando pelas mesmas ruas? Gira as mesmas chaves para abrir as mesmas portas. Senta nas mesmas cadeiras, ao lado das mesmas pessoas para fazer as mesmas coisas. São os mesmos amigos e, até mesmo, os mesmos amores. Mantém a mesma visão do mundo. Com os mesmos medos e preconceitos de sempre. O ciclo recomeça a todo momento. Por que repetir a mesma, angustiante, rotina? Onde está a força para o novo? A coragem para mudar e a audácia de (re)criar? Entusiasmo e ousadia. É com isso que definimos sonhos e projetos. Pena que, muitas vezes, demoramos a perceber isso.