Booger Network

Sobre a Rede

Booger Network é uma compilação de blogs dispostos em diversas categorias. Estamos em fase de expansão e em breve teremos mais blogs e diferentes categorias.

Anuncie

Integer erat orci, congue sed feugiat eu, pharetra in tellus. Nulla vel est et mi fermentum ullamcorper at a justo. Fusce scelerisque nisi vehicula mauris placerat quis accumsan dolor adipiscing. Donec tempus, nibh ut volutpat fermentum, mauris sem imperdiet ante, at dignissim magna tortor in dui. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Contato

Blogueiros

Praesent ac elit metus. Ut sed sem nec lorem fringilla molestie a vel risus. Phasellus a commodo felis. Praesent at libero velit.

Leitores

Donec facilisis, sapien ut elementum faucibus, justo urna dignissim sapien, vel elementum lorem est euismod nisi.

Anunciantes

Fusce vitae nunc mi, quis faucibus orci. Nam id lorem justo. In arcu lectus, commodo eget pharetra sed, rutrum quis sapien.

Mulher carente, quem encara?

por em 17/05/2010 às 18:20

Dicas

Há quem diga que mulheres carentes são mais vulneráveis. Eu concordo, em gênero, número e grau. O motivo pode ser hormonal ou psicológico, tanto faz. O fato é que as mulheres carentes são presas fáceis.

A mulher, em maioria as solteiras, quando recebe um elogio, uma declaração de amor ou até mesmo um olhar mais carinhoso, logo envia uma mensagem automática traduzindo para: “ELE ME AMA”.

Já a mulher comprometida, por sua vez, quando o marido diz que tem um futebolzinho com os amigos ou happy hour com a turma do trabalho, recebe a mensagem traduzida como: “PREFIRO QUALQUER COISA A FICAR AO SEU LADO”.

Não chore, isso acontece com todas nós. É normal, principalmente, se ela não afeta a sua relação (seja ela amorosa, familiar, sexual ou amigável). O saudável é você saber quando a tem. E como saber que sou uma carentona? Simples, sua vida se resume a:

1) Eu preciso e não vivo sem ele.

2) Ele não liga pra mim. Sei que ele não me ama mais.

Meu amor, não é assim. TODO MUNDO PRECISA DE UM TEMPO SOZINHO. Até você. Por mais que você ame uma pessoa, existe um momento em que ela precisa de espaço até mesmo para sentir sua falta. Isso não quer dizer que o amor acabou.

Então, se ele quiser sentar num bar e falar besteiras com os amigos, deixe. Aproveite para cuidar de suas coisas. Não ache que esse fato é motivo para multa gravíssima com perda de sete pontos na carteira.

O que fazer?
Já parou para pensar qual o motivo da carência? De quem, especificamente, você sente falta do carinho? Após responder isso, avalie se a pessoa realmente não te dá carinho. Ela deixa a desejar? Você dá mais atenção do que recebe?

Reflita, também, se você não está exagerando. Às vezes as pessoas nos dão carinho e nos queremos toda a atenção do universo. Mesmo que o cara esteja no banheiro, ele precisa berrar o quanto te ama? Muitas vezes queremos que o mundo (ao menos o dele) gire em torno do nosso umbigo.

Não é o seu caso? Ele não te dá atenção? Ao invés de reclamar e se sentir a pessoa mais injustiçada do mundo, tente psicologia reversa e prepare um jantarzinho romântico. Tente deixar claro que ele é importante. Principalmente FALE que você está se sentindo sozinha. Homens não têm o dom de adivinhar o que passa pela nossa cabeça.

O que não fazer?
Jamais entre em bate-papo na internet e caia na conversa do Don Juan do chat do Uol. Olha, tem gente que vive pra enganar mulher carente. Aliás, são como urubus esperando a carne apodrecer para comer. Eles pegam as vulneráveis, enchem de atenção, comem e vão embora. Procure relações reais para não ficar pior ainda.

Amizades
Se o problema for com amigos (as) a história é a mesma só que sem sexo (opcional), telefone e diga que está com saudades. Tenha atitude também. Ficar trancada no quarto esperando que o mundo note que você existe, não vai ajudar.

Cuide da aparência. Sentir-se bem, e bonita, é um passo importante no período de carência, afinal, com a autoestima em alta as pessoas vão reparar mais em você. Em último caso, passe em frente aquela obra que tão fazendo no bairro.

Família
Em toda família existe aqueles primos ou tios que adoram uma manguaça. Acredite, os palhaços da família são os melhores para te ajudar. Tente arrumar um churrasco e principalmente: evite ficar sozinha. Normalmente funciona. Caso não dê certo, passe o dia ajudando a sua mãe/avó na faxina. No mínimo, ela vai ficar contente. Você, por outro lado, vai se sentir útil e estará tão cansada que vai dormir sem pensar em nada.

Ps: Se faltar assunto em qualquer lugar, fale mal do Dunga, se não ajudar, ao menos você estará xingando alguém que merece. #morradunga.

Ps2: Nunca procure por “mulher carente” no Google Imagem se estiver no trabalho.

———————-
Texto escrito pela nossa futura colaboradora Mayara Fernanda.

17 Comentários

  1. Marcão disse:

    Mulher carente, quem encara? Todos os caras sem moral que só querem se aproveitar e tirar umas casquinhas de alguém que está vulnerável…Mulher carente é um perigo… Solteira, casada, namorada, noiva… Enfim, mulher carente é uma arma que dispara a qualquer momento!

  2. Glauco Guimarães disse:

    Ha homem tb fica carente só que é pior, pq nao pode exteriorizar. Os primeiros sao os amigos: aeee viadinhoooo! e depois as mulheres: aeee viadinho…

  3. Danielly Tiepo disse:

    Adorei este post… nao eh o meu caso, mas sempre temos dias que estamos mais carentes neh…Beijos

  4. Mari disse:

    A May eh boua que só!!!nao preciso acrescentar nada, alem de ter ido correndo pro google imagens pra ver o que eu achava!!! ahahahahBeijos, May!

  5. Priscila K. disse:

    Muito bom o texto!!!HAHAHAHHAAAinda bem que tu deu a dica de não procurar po 'mulher carente' no trabalho, HAHHAHA

  6. Anonymous disse:

    "…com PERCA de sete pontos na carteira"??????PERCA?AffErro grosseirissimo!

  7. Rafael Simões disse:

    Concordo plenamente. Nós homens não temos bola de crystal para saber o que se passa na cabeça de vocês mulheres. Muitas vezes vocês não sabem demonstrar que estão carentes, e nós chegamos a pensar que é algum problema familiar, no trabalho, ou algo do gênero.E realmente, todos precisam de tempo a sós, odeio mulher que quer ir junto pro bar quando vou sair com meus amigos, por lá falamos muitas coisas e fazemos brincadeiras inapropriadas, sem contar que as vezes um amigo quer falar algo e não se sente confortável com a mulher do amigo junto.Sinceridade é tudo em um relacionamento, e se qualquer uma das duas partes estão descontentes com alguma coisa, deveriam conversar sobre.Parabéns pelo texto meninas.

  8. Glaucia Viana disse:

    Isso aê, May, arrasou!beijos e bem-vinda ao Malvadas.org!

  9. Cae disse:

    PerfeitoPreciso de um tempo sosinho as vezes e ela não entende isso….q q eu faço?

  10. Barbara disse:

    Gostei do post.

  11. alexandre disse:

    Queria que minha ex-namorada tivesse esse manual no sangue !!!

  12. Mario Ventura de Sá disse:

    A dependência do amor.Evoca-se o amor, mas na realidade não existe amor saudável, genuíno, espontâneo e honesto.Todavia, considero mais importante observarmos o significado desta patologia que afecta milhares de homens e mulheres. Todos nós, seres humanos, precisamos de criar e desenvolver vários tipos de elos/ligações com os outros ao longo da vida. Somos seres gregários.Precisamos de relações amorosas, criar vínculos, laços e de pertença.Contudo, surge um sério problema quando esses vínculos e laços se tornam padrões disfuncionais repetitivos de insatisfação, insegurança, infelicidade e rejeição, de vergonha e culpa, baixa auto estima, isolamento, raiva e ressentimento e dependência. Isto significa que o amor disfuncional levado a um extremo poderá conduzir ao sofrimento e à perda do controle a que podemos designar de dependência do amor. Por vezes, abusamos da palavra/conceito amor. Utilizamos este conceito do amor de uma forma que nada tem de saudável e construtivo. A nossa cultura/sociedade reforça a crença disfuncional de que devemos procurar a felicidade “mágica” no amor-paixão.É possível permanecer numa relação disfuncional por um tempo indeterminado. Em alguns casos, pode levar a vida inteira.É perfeitamente natural que a exaltação amorosa seja o tema principal na literatura, no espectáculo, na canção. Somos constantemente bombardeados, através dos média, por promessas de uma relação apaixonada que nos trará satisfação e realização. Para onde quer que olhemos, assistimos a telenovelas, programas de televisão, revistas, romances, anúncios que apelam às nossas emoções (à imaginação, ao sonho, à sedução e sensualidade) e às relações perfeitas e fáceis.O amor apaixonado é aquilo que alguém sente geralmente por um parceiro/a impossível. De facto, é exactamente por ser impossível/problema que existe tanta paixão. Para que exista a paixão, tem de se verificar uma luta contínua, têm de existir obstáculos a ultrapassar e um desejo de obter mais do que é oferecido. Literalmente, paixão significa sofrimento e, frequentemente, quanto maior é o sofrimento maior é a paixão. A prioridade e a razão da felicidade gira em torno da conquista, da sedução, do romance, intimidade física e do sexo. A intensidade emocional de um caso de amor apaixonado não é comparável ao conforto mais subtil de um relacionamento estável e empenhado.Assim, se o parceiro/a finalmente recebesse o alvo da sua paixão, que tão ardentemente desejava, o sofrimento terminaria e a paixão em breve se esfumaria.

  13. Junior disse:

    Só digo uma coisa…beijomeliga.rçrçBrink's meninas.Muito bom o texto, parabéns.

  14. Anonymous disse:

    Eu odeio mulher carente, odeio o fato dela usar isso como uma arma.. no final ela só estava carente ¬¬Já fiquei e namorei com uma que deu essa desculpas no final do relacionamento, achei uma hipocrisia, falta de maturidade.Existem aquelas que dão essa desculpa para poder ficar com qualquer um a qualquer hora e safar das responsabilidades, elas não são bisca só estão carentes.. nossa ¬¬Mulher assim deveria viver sozinha pro resto da vida para deixar de ser infantil.

  15. Sillas disse:

    Adorei o post.

  16. imrique disse:

    ola vc ta afim de um baihano

  17. Henrique disse:

    vixi… to com um problema desses, tinha uma conhecida minha na escola que eu trocava ideia e ela queria fica cmg mas dai ela começou a namorar e cortei contato com ela, fechei a escola e fazia moh tempo que num falava com ela, mas dai aconteceu um incidente la e o namorado dela tinha morrido, e como eu tinha ela no face ela veio e começou a conversar comigo de novo… ficamo um mês só trocando ideia e a gente marco de se ver, agente começou a ficar e depois de um tempo ela disse que me amava… acabo que comecei a gostar dela tbm… comecei a demonstra isso pra ela e do nada ela começou a me tratar mal, tipo ignorando… blz, continuei insistindo, mas qnd falava pra gente se encontra ela sempre dava uma desculpa, comecei a nota um monte de paga pau postano coisa no face dela… até cortei contato com ela denovo, acho que no fim ela só tava carente e precisando de atenção… e quem acabo se fudendo fui eu, num aguento nem mais olha pras fotos dela… mas num tenho ressentimento dela não… depois do que ela passou até que entendo, mas podia não ter ferrado comigo.